EXPOSIÇÕES

Exposição de Longa Duração

A exposição de Longa Duração pretende contar uma outra história brasileira. (…) tem a intenção de desconstruir um imaginário da população negra, construído fundamentalmente pela ótica da inferioridade ao longo da nossa história e transformá-lo em um imaginário estabelecido no prestígio, na igualdade e no pertencimento, reafirmando assim o respeito por uma população matriz de nossa brasilidade.

A Cidade da Bahia, das Baianas e dos Baianos Também

A exposição fala de fatos e pessoas, sobretudo dos artistas, dos homens e das mulheres, que fizeram da Bahia essa mágica, inusitada e preciosa cidade, de todos os santos, de muita sensualidade e de pouco pudor, que se esvai pelas ladeiras e ruas sinuosas.

Aberto pela Aduana – Livro de Artista de Eustáquio Neves

Primeira exposição individual do premiado fotógrafo e artista multimídia mineiro em São Paulo desde 2015, quando exibiu “Cartas ao Mar”, também no Museu Afro Brasil.

Museu Afro Brasil, nos seus 15 anos, celebra São Paulo – Uma iconografia urbana

Exposição integra as comemorações de 15 anos do Museu Afro Brasil e reúne mais de 500 itens históricos entre pinturas, fotografias, cartazes, objetos, vestimentas, recortes de jornais e revistas, mapas, brinquedos e porcelanas que traçam uma cronologia da cidade.

Isso é coisa de Preto: 130 anos da Abolição da Escravidão

Nos 130 anos da abolição da escravidão (1888), o Museu Afro Brasil ressalta a competência, o talento e a resistência negra que evidenciam e valorizam a fundamental contribuição africana e afro-brasileira na construção do país.

Um Deoscóredes – 100 anos do Alapini Deoscóredes Maximiliano dos Santos

A exposição é uma homenagem ao centenário de nascimento de Mestre Didi (1917-2013), Alapini do Ilê Asipa e filho de Mãe Senhora (1890-1967) – iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá. 

Design e Tecnologia no tempo da Escravidão

A mostra apresenta mais de 400 peças do acervo do museu, entre objetos de uso doméstico e ferramentas para ofícios rurais e urbanos, que contextualizam o conhecimento aplicado na produção de objetos e utensílios dos séculos XVIII e XIX.

ATIVIDADES EDUCATIVAS

Visita Temática “Festas e Festejos: a presença africana no ciclo junino”

18 de Junho (sábado), 14h

Junho é um mês de muitas festas! Ao longo deste mês, diferentes regiões do Brasil expressam suas cores, ritos e histórias por meio de muita dança, música e culinária. Quais as origens dessas manifestações culturais? Para encerrar o mês, venha conhecer aspectos presentes na festa junina em todo o Brasil como: Mastro de Santo, fogueira, santos juninos, danças juninas e descubra a relação entre eles e as matrizes africanas.

Atividade gratuita
Público-alvo: Livre
Duração: 1h30
Inscrição: https://forms.gle/RspZ1tSSy7dyF8Rs9

Oficina Impressões da Cor: “Festas e Festejos: A presença africana no ciclo junino”

22 de Junho (sábado), 14h

Em diálogo com a visita temática “Festas e Festejos”, os visitantes serão convidados a participar de uma vivência artística. A proposta envolve desenho, gravação em matriz e impressão em cores que resultam na produção coletiva de um painel.

Atividade gratuita
Público-alvo: Livre
Duração: 1h30
Inscrição: https://forms.gle/kAfmRgSg35STiWyD6 

Aos Pés do Baobá – Especial Dia da África no Brasil

29 de Junho (sábado), 11h30

Durante este evento, os visitantes terão oportunidade de conhecer histórias africanas ou afro-brasileiras e, em seguida, participar de um bate-papo conduzido por integrantes do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil.

Atividade gratuita
Público-alvo: Livre
Duração: 1h00
Inscrição: https://forms.gle/hBL1LisjynRQKc9d8 

Visitas para grupos espontâneos

02, 09, 16 e 23 de Junho (domingo), 14h

Atividade gratuita
Público-alvo: Livre
Duração: 1h00
Inscrições: Para participar, basta chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento.

O funcionamento do museu é de terça-feira a domingo, das 10 às 17hs, com permanência até às 18hs.

Entrada Inteira: R$ 6,00 – Meia Entrada: R$ 3,00 – Grátis aos sábados. Política de gratuidade no site.

Para agendar visita mediada pelos educadores do Núcleo de Educação acesse: http://www.museuafrobrasil.org.br/visite/planeje-sua-visita/agendamento-de-visita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *